sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Does the life exist?

Are we alive?

"Se optar pelo prazer do conhecimento, prepare-se para sofrer. Se não quiseres o sofrimento, junte-se à massa." Friedrich Nietzsche

Passamos muito tempo procurando a resposta para a pergunta sobre a vida, o universo e todas as coisas, até encontramos, paradoxalmente, a resposta para a pergunta -- que não necessariamente a responde como esperávamos --, que é: jamais a encontraremos.

Explico, a resposta para uma pergunta não é aquilo que encerra a dúvida nela contida, mas o que a dá o sentido de existir, a complementa e explica. Não desista de ler ainda! Terá valido a pena quando você entender. Um exemplo simplista: Qual a cor do vento? O vento não tem cor. Veja, a resposta não cessa a dúvida da pergunta, pois não diz a cor do vento, mas a ela dá um sentido.

Nascemos, crescemos, procriamos e morremos.
A função das formigas-soldado é proteger a colônia. Mas se não o puderem fazer, deixam de ter um porque de existir? A função do fotógrafo é fotografar, mas e se não? Eis o perigo dos rótulos, da ignorância e das respostas simples para as perguntas complexas.

Assim vivemos, trabalhando em empregos que não gostamos para comprar o que não precisamos e nos tornar quem jamais quisemos ser. Assim vivendo, não estamos vivos, somos zumbis com fome, em busca de algo para saciar essa dor de não saber o que queremos. Estamos meio vivos e nos alimentamos de qualquer coisa que nos dê a sensação de estarmos vivos. Não matamos nossa fome, dormimos para esquecer.

Por fim, um lembrete:
"Aviso: Se você está lendo isso, então isto é para você. Cada segundo perdido lendo este texto inútil é outro segundo a menos da sua vida. Você não tem outras coisas para fazer? A sua vida é tão vazia que você honestamente não consegue pensar numa maneira melhor de vive-la? Ou você fica tão impressionado com a autoridade daqueles que a exercem sobre você? Você lê tudo o que deveria ler? Você pensa tudo o que deveria pensar? Compra tudo o que lhe dizem pra comprar? Saia do seu apartamento. Encontre alguem do sexo oposto. Pare de comprar tanto e se masturbar tanto. Peça demissão. Comece a brigar. Prove que está vivo. Se você não fizer valer pelo seu lado humano você se tornará apenas mais um numero. Você foi avisado."

1 Comment:

  1. Gabriela Domiciano said...
    Obrigada por avisar!! =)

Post a Comment