sábado, 24 de julho de 2010

É preciso coragem para despertar seu instinto selvagem

O mundo lhe dizia o que deveria ser e ele contentava-se em sê-lo, na maior parte do tempo, sempre implorando por aprovação.

Certo dia, decidiu que não mais seria aquilo que o mundo queria que fosse. Convenceu a todos que havia mudado, convenceu até a si mesmo. Então, passou a implorar aprovação dos novos amigos, gente comum que por ali vivia. Cinema, praia, festinhas, fazia tudo para não ser o que queriam que ele fosse. Um dia, lhe disseram que as nuvens não eram de algodão, então percebeu que continuava prisioneiro, só havia mudado de cela.

Então, drogas, música alta, relacionamentos com desconhecidos e violência gratuita -- fazia tudo para provar pra todo mundo que não precisava provar nada a ninguém. Encontrou-se com gente que também assim pensava, sua gente, sua tribo, todos iguais no acreditar serem diferentes. Somos todos iguais, uns mais iguais que os outros. E esbravejava ao mundo: "Foda-se", mas não era sincero, era tentativa ridícula de mostrar indiferença; o verdadeiro "foda-se" sequer precisa ser dito.

E outra vez percebeu que estava entre outros, e estava se enganando. Então, tornou-se livre e voltou para libertar os outros de suas celas, mas só se percebeu reproduzindo o mito da caverna; prepotência demais pensar assim. Tomou consciência que não era ele que estava livre e os demais presos, era ele que estava preso do lado de fora. Tinha que escolher onde ficaria, livre e só, ou preso com os demais.


"As pessoas são o que são e não querem mudar. Não lhes aponte os defeitos ou a ridicularidade do ser, pois elas não acreditaram que você os aponta para que elas os corrijam e evoluam. " -- pensava.

Decidiu pela companhia, a solidão não vale o conhecimento, isso não é humano. Ingênua foi a decisão, voltou para a cela, mas ele sabia que estava em seu bolso a chave para sair dali e, ainda que tentasse, jamais poderia esquecer-se disso. "A mente que se abre a uma nova idéia jamais volta ao seu tamanho original."


Lição Cafa Nº 9:
Não tenha crises de consciência, o mundo inteiro é tão imoral quanto você.
Não se apaixone, a triste verdade de que o amor sempre termina em tragédia é verdadeira -- A menos queiras a tragédia.

"A única maneira de livrar-se de uma tentação é entregando-se a ela."
Oscar Wilde

As tentações vêm como a ressaca do mar e não acompanhá-la é quase que impossível. Aceitamo-as quase sempre sem nem pensar, mas, vez ou outra, vão, elas, de encontro a valores morais
etc e tal.

Sendo assim, dizer não ao desejo não seria negar o código de conduta mais primitivo?

A sociedade põe-nos em cheque: Aceita-lo é vender a moral e as expectativas sobre si, nega-lo é vender a própia alma, negar o própio 'eu'.

"Quando tudo era nada, eu quis.", posto que o querer não é só cobiça, é, ademais, a expressão do inconsciênte sobre o que crê bom para si.

Dizer que a tentação é coisa do Diabo e a ela deve-se resistir já reduz o livre pensar de muita gente. O correto, então é o que dizem que é, não o que se sente, puramente? Isso é, no mínimo, estranho...

Mas, nesse mundo louco, o que não é?

21 comentários:

Celamar Maione disse...

Acredito que a melhor forma de ser feliz é SER sem esperar aprovação.
Por que temos sempre que esperar aprovação ??
Você leva o " desassossego " do mundo dentro de você.
Concordo : O mundo é louco. Tá louco demais !!
Gostei do seu comentário. Espirituoso.Verdade. Ninguém gosta de ser cobrado. Ao mesmo tempo é complicado NÃO cobrar..

Beijão

Amanda Arrais disse...

"A fumaça sai seu cigarro mas jamais retornará a ele. É por isso que é tão difícil escolher -- é para sempre. Enquanto não se escolhe, tudo permanece possível."

Simplesmente me apaixonei por essa citação!
E tenho que concordar que um foda-se dito é mera tentative de demonstrar indiferença, a verdade mantem-se calada.

A lição número 9 foi verdadeira. Não é desilusão, é realismo. Acontece...

=*

Piie'tra disse...

"Melancolia não trás Ibope" ... Alto ajuda também não Hm' Cara, te digo, se eu corresse atrás de Ibope eu taria putaFudida man. (: Mas ao contrário de você, gostei dos teus textos. Seguindo ;**

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Esses dias foram tão difíceis que meus olhos quase saltaram dos buracos da cara. Mas dei uma fervida neles na panela. Estão tão limpinhos que agora parece que vai dar pra continuar.


Seu texto,
Devastador.
rs


Te beijo e te recordo.

Eu, Thiago Assis disse...

eu adoro essas tuas intertextualidades musicais no meio das prosas..

Noe* disse...

Seu texto é muito bom. Me identifiquei um pouco, porque por alguns tempos fiz coisas para agradar aos outros. Hoje em dia só o que me interessa é buscar minha felicidade! Se eu tiver bem, o mundo vê isso e retribue sem que eu tenha que provar nada.
Um beijo e volte sempre ao Retalhos =*

Daniela Filipini disse...

A verdade é que nós sempre ligamos para as outras pessoas, sempre nos importamos, e sempre tentamos provar-lhes que não precisamos provar nada à ninguém. E talvez essa seja uma das melhores músicas que já escutei. A vida é como uma música, como um álbum, uma discografia, qualquer coisa assim. Mas para ela ser, seja o que for, precisamos fazer com que seja. Soa muito confuso, mas às vezes até dá pra entender...

Insolente disse...

tudo é prisão até que o coração e o olhar mude. Depois disso, não importa o que seja: é libertação.

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Ah meu devianista.

Que o ponto final nunca tenha forças para te encontrar...

Nina Vieira disse...

Eu, por teimosia de taurina com ascendente em escorpiao, nunca sou o que todos esperam. Erro muito com isso, mas não me importo.

runaway disse...

Ooi, vi que voce comentou la no meu blog dizendo sobre o Quasar Fire... sim, no momento eu ainda uso o Quasar Fire, mas a versão Feminina dele, que parou de fabricar ano passado... O masculino tem um cheiro diferente do feminino e acabei não comprando, agora vou ter que escolher outro pra mim HAHAUAHUAUAH. beijoss

Dijah disse...

Obrigada , achei diferente uma opinião a favor de Andy ... bom não exatamente a favor mas levando em consideração o que Andy sentia .. se é que Andy sentia ...
Sobre o seu espaço , digo um pouco angustiado este primeiro que li e digo que gostei.
E digo mais ! senti curiosidade de falar com você ... isso não pe normal vindo de mim,
Abraço.

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Eu quase posso tocar o teu silêncio...


Um beijo bem barulhento.

rs

Pâmela Grassi disse...

Guri,

Grata por sua visita, venho no teu blog e percebo que também é um ótimo trovador,

sigo teu blog,
faço convite para seguir o teu
e acompanhar outras trovas

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Eu já gostei de fazer barulho no silêncio. Mas estou farta de ouvir o eco da minha própria voz voltando pra mim.


Te abraço com cuidado.

Dijah disse...

Se tu me lê , tu me conheces... ^^'
dizer a verdade nunca é crual demais para mim , fique tranquilo !
é apenas aceitável, porque eu gosto de ouvi-las.
E pelo menos o meu texto despertou algo em você , isso ja me deixa contente.
Tu tem opiniões fortes pelo que andei fitando por aqui em ... isso é fascinante

Sobre o texto que a pipa mandou é um texto meu chamado " Cômida estragada "

http://imaginary-dijah.blogspot.com/2010/07/comida-estragada.html

abraços .

Dijah disse...

vida em sociedade ... é comum garotos já crescerem com sentimentos machitas e isso é revoltante parece esteriótipo , mas é real.E não esqueçamos do clichê " garotas frájeis" , ENFIM com tantas desilusões eu ainda insisto em escrever coisas da alma ...

um outro Beijo Devianista

Dijah disse...

Podemos sim continuar esta conversa ... ja lhe adicionei no orkut


um abraço

cecília disse...

Se eu te falar que te leio em segredo, deixa de ser, né?

Tiago P. disse...

Conto com a sua participação no movimento?

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Ei-me aqui

Chocolate, gato e chão.

rs


Senti sua falta.
Cheguei a pensar que você não viria.



Te abraço com carinho